Noticias SRU

Notícias

Lançado concurso público para elaboração do projeto de requalificação do Bairro Municipal de Viseu

Concurso decorre online, na plataforma eletrónica de contratação pública “anoGov”

ATUALIZAÇÃO: O prazo para apresentação de propostas foi prorrogado até às 23H59 do dia 23 de novembro de 2017, na plataforma eletrónica.

Avança a primeira fase da requalificação integral do Bairro Municipal de Viseu. A Sociedade de Reabilitação Urbana VISEU NOVO lançou já o concurso público de aquisição de serviços para a elaboração do projeto de arquitetura e de especialidade para a requalificação do “Bairro da Cadeia”. O procedimento decorre online, na plataforma eletrónica de contratação pública “anoGov” – www.anogov.com.

O projeto visa a requalificação integral das 87 habitações do Bairro, segundo a traça original, e a reorganização e qualificação do espaço público exterior, para além da renovação e modernização de infraestruturas.

Qualificar e garantir mais e melhores condições de habitabilidade aos seus moradores, mas também valorizar e salvaguardar o Bairro Municipal enquanto património material e imaterial único são também objetivos. Com a requalificação do “Bairro da Cadeia”, algumas das casas devolutas serão destinadas a habitação jovem e acessível, mas estão também previstas a instalação de residências artísticas e outros serviços e funcionalidades, nomeadamente de apoio e proximidade.

O Bairro Municipal de Viseu, também conhecido como “Bairro da Cadeia”, integra a Área de Reabilitação Urbana de Viseu desde 2014 e está classificado como “Monumento de Interesse Público”. Construído entre 1946 4 1948, por iniciativa da Câmara Municipal e da então Direção-Geral de Urbanização, conta com projeto de arquitetura de Travassos Valdez e constitui um dos poucos exemplares arquitetónicos do “Estado Novo”. Na altura, foi construído com a função de “Bairro de Casas para Classes Pobres” de Viseu.

Com o avanço da requalificação do Bairro Municipal, coloca-se um ponto final no projeto inicial de demolição total, que levou à demolição de 13 edifícios, em 2012. Após a adjudicação e assinatura do contrato, o prazo para elaboração do projeto é de 9 meses.

Consulte aqui a abertura do procedimento em Diário da República.