Noticias SRU

Notícias

Viseu quer viver o Centro Histórico sem carros

Shuttle gratuito e oferta estacionamento low-cost serão criados durante o Verão para desincentivar automóveis no coração da cidade

O Município de Viseu põe na rua, entre 1 de Julho e 30 de Setembro,  uma campanha para desincentivar o uso do automóvel no Centro Histórico. A medida foi ontem anunciada pelo Presidente da Câmara, Almeida Henriques.

Melhorar a qualidade ambiental e de vida no coração antigo da cidade e a experiência da visita é o objetivo do Município.

No contexto da campanha, irá funcionar um serviço de “shuttle” gratuito, elétrico, de forma contínua entre 1 de Julho e 30 de setembro, das 19 horas às 2 horas da manhã, ligando os principais parques de estacionamento da cidade, o Rossio e o Centro Histórico. Consulte aqui o mapa do percurso.

A cidade de Viseu dispõe, na envolvente do Centro Histórico, de 900 lugares de estacionamento organizado em parques, assim como de mais de 1500 lugares de estacionamento gratuito na cidade, cuja utilização deve ser valorizada.

Para além deste serviço, e de forma complementar, será também disponibilizada uma oferta de estacionamento low-cost. No Parque de Santa Cristina, bem junto do Centro, será possível aparcar o automóvel, entre 1 de Julho e 30 de Setembro, das 20 horas às 4 horas da manhã, pelo preço de um euro por cada 4 horas.

“Há todas as razões para viver o Centro Histórico sem carros”, acredita o Presidente da Câmara. “Juntamos o útil ao agradável: oferece-se melhor ambiente e toda a comodidade”, sublinha. “No conjunto, estas iniciativas desincentivam fortemente o uso do automóvel no coração antigo da cidade, devolvendo-o mais inteiramente à população e aos visitantes, com maior segurança pedonal e mais qualidade de vida. Qualidade de vida que é a marca maior de Viseu”, sublinha Almeida Henriques.

“As praças históricas ficarão mais desafogadas, com menos ruído automóvel e permitirão um usufruto na sua plenitude”, acrescenta o autarca.

Durante a campanha, será intensificada a fiscalização ao estacionamento automóvel ilegal e abusivo no Centro Histórico.

Com esta iniciativa, o Município ensaia o futuro modelo de mobilidade no centro histórico – modelo que privilegia praças sem carros, trânsito automóvel reduzido, estacionamento disciplinado e mobilidade suave.

Mais informações aqui