Noticias SRU

Notícias

Casas do Bairro Municipal

Adjudicada hoje a obra do projeto vencedor do 1º Orçamento Participativo de Viseu. Intervenção recupera desenho original de 1946

O Município de Viseu, através da Sociedade de Reabilitação Urbana VISEU NOVO, adjudicou hoje a obra de execução do projeto vencedor do 1º Orçamento Participativo de Viseu, relativa à recuperação de telhados, portas e janelas das casas habitadas do Bairro Municipal de Viseu, também conhecido por “Bairro da Cadeia”. 

O investimento ascende a 80 mil euros e deverá ir para o terreno durante as próximas semanas, ainda este verão.

A obra permitirá intervir na reabilitação de 8 casas habitadas, segundo o critério anunciado pelo Presidente da Câmara Municipal de Viseu: será dada prioridade às habitações dos moradores mais idosos, “aqueles que mais esperaram por este dia”.

A intervenção dará melhores condições de habitabilidade, em termos de impermeabilização e de comportamento térmico, acústico, de segurança. Nestas 8 casas, todos os telhados, coberturas, portas, janelas e portadas serão substituídas por novas, em madeira. As habitações receberão também vidros duplos, substituindo os vidros simples existentes. 

A obra restituirá às casas o desenho e cor das portas e janelas originais do Bairro, datadas dos anos 40 do século XX, respeitando um dos compromissos assumidos na reabilitação deste património. 

“Esta intervenção é mérito da iniciativa e da decisão da comunidade de Viseu no âmbito do Orçamento Participativo. A Câmara é fiel depositária dessa decisão e será zelosa no seu cumprimento”, declara o Presidente da Câmara, Almeida Henriques. “Mas esta é também uma notícia feliz para todos os moradores e amigos do Bairro Municipal.

Depois da decisão de classificação como Património Municipal, este é um passo de carne e osso no desígnio da reabilitação do Bairro Municipal”. O Bairro foi construído entre 1946 e1948, por iniciativa da Câmara Municipal de Viseu e da então Direção-Geral de Urbanização, como “bairro de casas para classes pobres”. Na altura era constituído por 100 fogos do tipo T2 e T3, geminados e dispostos em banda. Atualmente, do conjunto habitacional original restam 87 habitações, 40 das quais devolutas. O projeto de arquitetura é da autoria de Travassos Valdez 

Em fevereiro passado, o Bairro Municipal de Viseu foi classificado como “Património de Interesse Municipal”, pelo facto de constituir “um bem cultural relevante, material e imaterial, da cidade de Viseu e da sua história social do século XX, sendo simultaneamente um testemunho singular e significativo da arquitetura portuguesa no tempo do Estado Novo”. O Município fundamentou ainda a sua decisão na importante dimensão humana e social do Bairro e da sua história.